Hipertensão arterial sistêmica

Hidroclorotiazida versus clortalidona: quem é o melhor?

Escrito por Audes Feitosa

Esta publicação também está disponível em: Português

Um estudo já finalizado será apresentado/publicado nos próximos dias e responderá a esta pergunta. Realizado em 13.523 voluntários comparou hidroclorotiazida versus clortalidona.  Estes pacientes já estavam em uso de hidroclorotiazida na dose de 25 a 50 mg por dia e foram randomizados da seguinte forma: um braço continuou tomando a hidroclorotiazida e o outro braço passou a tomar clortalidona numa dose correspondente à metade da dose da hidroclototiazida (CSP597, Diuretic Comparison Project; https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT02185417).

 

Será que esse estudo vai confirmar o que sabemos sobre a questão de hidroclorotiazida versus clortalidona? E o que sabemos até agora?

Em 2011, uma análise retrospectiva após 30 anos da publicação do MRFIT comparou post hoc clortalidona e hidroclorotiazida1. A população que tomava clortalidona teve menos eventos cardiovasculares que a população que fazia uso da hidroclorotiazida na ordem de 21%, p = 0,0016. Os pacientes em uso de clortalidona apresentaram pressão arterial e níveis séricos de potássio significativamente mais baixos e ácido úrico mais alto, sugerindo um efeito diurético mais potente a longo prazo em comparação com hidroclorotiazida.

O estudo ALLHAT incluiu 33.357 pacientes hipertensos a partir de 55 anos e um ou mais de um fator de risco de doença coronariana com seguimento médio de quase 5 anos e desfecho primário de morte cardiovascular e infarto do miocárdio não fatal. O lisinopril (10 a 40 mg/d) reduziu 2 mmHg a mais da pressão arterial sistólica que a clortalidona (12,5 a 25 mg/d), com 19% a mais de insuficiência cardiaca, 15% a mais de acidente vascular cerebral e 10% a mais de doença cardiovascular combinada. O anlodipino reduziu 0,8 mmHg (p = 0,03) a mais que a clortalidona, mas havendo um risco 38% maior de IC com amlodipina (RR 1,38, IC 95%, 1,25 a 1,52)2. Esses dados sugerem que a clortalidona tem efeitos protetores cardiovasculares em indivíduos de meia idade e idosos com hipertensão e fatores de risco para doença coronariana.

Uma meta-análise de 2018 demonstrou que doses equivalentes de hidroclorotiazida e clortalidona têm uma proporção de 3:1 em potência de redução da pressão arterial3. Consistentes com esses dados estão os estudos de MAPA, que observaram que 6,25 mg de clortalidona produziam uma maior redução da PA nas 24 horas, na vigília e no sono em comparação com 12,5 mg hidroclorotiazida.

Em resumo, há evidências substanciais de que a clortalidona em relação a hidroclorotiazida deve ser a diurético de escolha nos hipertensos5. Por quê?

  • É de longa duração,
  • Três vezes mais potente e
  • Reduz mais eficazmente pressão arterial quando combinado com um bloqueador do receptor de angiotensina.

Cuidado: O risco de eventos adversos com clortalidona é aumentado quando usado em combinação com diuréticos de alça, de tal modo que a dose inicial de clortalidona deve ser minimizada em pessoas em uso de diuréticos de alça4.

1. Dorsch MP, Gillespie BW, Erickson SR, Bleske BE, Weder AB. Chlorthalidone reduces

cardiovascular events compared with hydrochlorothiazide: a retrospective cohort analysis.

Hypertension. 2011;57:689-694

2. Major outcomes in high-risk hypertensive patients randomized to angiotensin-converting

enzyme inhibitor or calcium channel blocker vs diuretic: The Antihypertensive and Lipid-

Lowering Treatment to Prevent Heart Attack Trial (ALLHAT). JAMA. 2002;288:2981-2997.

3. Peterzan MA, Hardy R, Chaturvedi N, Hughes AD. Meta-analysis of dose-response

relationships for hydrochlorothiazide, chlorthalidone, and bendroflumethiazide on blood

pressure, serum potassium, and urate. Hypertension. 2012;59:1104-1109.

4. Agarwal R, Sinha AD, Cramer AE, Balmes-Fenwick M, Dickinson JH, Ouyang F, Tu W.

Chlorthalidone for Hypertension in Advanced Chronic Kidney Disease. N Engl J Med.

2021;385:2507-2519. doi

5- Agarwal R. Hydrochlorothiazide Versus Chlorthalidone-What is the Difference? Circulation. 2022 Oct 7. doi: 10.1161/CIRCULATIONAHA.122.061029. Epub ahead of print. https://www.ahajournals.org/doi/10.1161/CIRCULATIONAHA.122.061029?url_ver=Z39.88-2003&rfr_id=ori:rid:crossref.org&rfr_dat=cr_pub%20%200pubmed

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Banner ECG

Deixe um comentário

Sobre o autor

Audes Feitosa

2 comentários

  • Eu tomava atenolol com clortalidona 50/12,5 agora o médico mudou para amilorida com clortalidona. Mas meu coração ficou acelerado. Posso voltar a tomar o primeiro medicamento q descrevi aqui?

  • Olá boa tarde, eu li passou a passou, e vi pessoas dizendo o que aconteceu com a troca de remédios, eu não to podendo mais pagar a clínica, mas se Deus quiser vou voltar apaga, eu preciso saber se devo fazer uso da clortalidona 50 mg com lorsatana potássica 50 mg , tirei o hidroclotiazida , p faze uso da clortalidona 50mg porque meu pe voltou a ficar inchado e com dor ,por favor eu des de já agradeço

Deixe um comentário

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anúncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site